top of page

Como a literatura infantil pode colaborar no combate ao racismo?

Se você chegou até aqui, é porque de alguma forma gostaria de entender sobre o impacto da literatura infantil no combate ao racismo, e antes de iniciarmos, quero parabenizar por ter tomado esta decisão.

Sabemos que a literatura tem um papel fundamental na construção do imaginário, ela é responsável por oferecer referenciais e contar narrativas que são capazes de transformar a nossa forma de pensar e enxergar o outro. E com crianças, isto é ainda mais importante!


Por intermédio da literatura é possível dialogar com a diversidade, e que você como responsável pela formação de uma pessoa deve desperta-la para a consciência racial desde cedo.

Claro, que isto deve ser feito de forma bem leve e com os materiais adequados. Por isto, para te ajudar nesta linda missão fiz uma curadoria com 10 livros infantis para criar crianças antirracistas. Vamos lá?


1.A COR DE CORALINE - ALEXANDRE RAMPAZO

Coraline ouviu de Pedrinho a seguinte pergunta: “me empresta o lápis cor de pele?” Nesse momento, a menina começou a se questionar a respeito de qual seria a cor da pele. Depois de olhar todas as cores em sua pequena caixa de lápis, a menina concluiu que cada cor de pele é bonita, cada cor tem uma razão, cada cor pertence a uma pessoa e ao seu jeito de ser.


2. AMOR DE CABELO - MATTHEW A. CHERRY

Neste livro o cabelo da menina Zuri é o protagonista. É um cabelo mágico, pois pode ser trançado e enrolado para combinar perfeitamente com uma tiara de princesa ou uma capa de heroína. E Zuri tem orgulho de seu cabelo. Em um dia especial, a mãe de Zuri está voltando para casa depois de um tratamento médico. E, embora ainda tenha muito o que aprender sobre cabelo, o pai da menina é o responsável por ajudá-la a montar o penteado perfeito para receber a mãe. Além de enaltecer o cabelo afro, o livro também é uma lição sobre o amor entre pais e filhos....


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page